Em Três Lagoas, mulher perde emprego por ser casada com negro

loja de confecções

Publicado em
Em Três Lagoas, mulher perde emprego por ser casada com negro

Jaqueline Torres Barbosa de 25 anos foi dispensada do trabalho no último sábado, 15, depois que o proprietário da loja de confecções onde ela prestava serviços, tomou conhecimento que ela era casada com um negro. O caso aconteceu em uma loja na Avenida Clodoaldo Garcia no bairro Vila dos Ferroviários em Três Lagoas. Segundo o Rapper Jose Wellington Honorato dos Santos de 37 anos, vítima de racismo, a sua esposa estava desempregada e distribuiu currículo em várias empresas da cidade, sendo chamada em uma loja de roupas. No sábado, por volta das 11 horas, ele foi até o estabelecimento comercial levar a esposa, que já havia sido entrevistada e aceita para o serviço. Ao entrar na loja de mãos dadas com Jaqueline, o proprietário do local olhou feio para Santos, que se despediu de sua esposa e foi embora. Cerca de meia hora após dar inícioao trabalho, o proprietário da loja foi até onde Jaqueline estava e disse; "quem é aquele crioulo, preto que estava com você? É seu pai ou seu esposo?". Conforme o Rapper, a esposa respondeu ao dono do estabelecimento que aquela pessoa que o acompanhava era seu esposo, em ato continuo, o empresário disse para Jaqueline se retirar do seu comércio, e que não precisava mais de seus serviços. O casal procurou a 3ª DP (Delegacia de Polícia Civil) na segunda-feira,17, e registrou o boletim de ocorrência por praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

Fonte:

Deixe um comentário