PF procura 3 foragidos no caso de fraude no PROUNI: Um é de Murutinga do Sul

Estimativas iniciais da PF indicam que, nos últimos cinco anos, aproximadamente R$ 500 milhões do FIES e PROUNI foram concedidos fraudulentamente

Publicado em
PF procura 3 foragidos no caso de fraude no PROUNI: Um é de Murutinga do Sul

A Polícia Federal está procurando três foragidos (um é de Murutinga do Sul), que estão sendo apontados como alvos da Operação Vagatomia (deflagrada nesta semana), que investiga um grande esquema de fraudes na concessão do Financiamento Estudantil do Governo Federal (FIES) e na comercialização de vagas e transferências de alunos do exterior (principalmente Paraguai e Bolívia) para o curso de medicina em Fernandópolis/SP. Bolsas do PROUNI e fraudes relacionadas a cursos de complementação do exame REVALIDA.

A reportagem apurou que a Polícia Federal vai concentrar esforços agora no sentido de ouvir todos os presos e analisar toda a documentação apreendida em conjunto com análises dos equipamentos eletrônicos. Tais procedimentos vão levar certo tempo em razão da grande quantidade apreendida.

No balanço final até o momento se tem sob custódia 19 presos, um simulacro de arma de fogo apreendido em Fernandópolis, dólares, reais e euros apreendidos (em contabilização), celulares, laptops, mídias de armazenagem de dados, e muitos documentos que serão analisados em conjunto com perícias nos equipamentos eletrônicos apreendidos.

Veículos, aeronaves, embarcações e valores em contas foram bloqueados de acordo com a ordem da Justiça Federal de Jales. Em um dos mandados de prisão, em São João das duas Pontes, o preso tentou fugir e se esconder em um telhado, mas foi capturado logo em seguida pelos federais.

Em outro mandado em São José do Rio Preto, um casal foi preso. Antes dos federais conseguirem acessar o imóvel onde os presos residem, eles jogaram dois celulares e um laptop do oitavo andar, mas os equipamentos foram recuperados e passarão por perícia para extração de todos os dados. Em outro endereço na mesma cidade, relacionado a um empresário preso, foi localizado um documento com o título “Como lavar dinheiro”.

O dono de empresas que prestam cursos relacionados ao REVALIDA foi preso em São Paulo em um hotel de luxo. Os donos da universidade investigada foram presos. Um em seu apartamento em São Paulo e outro em Guarulhos, no Aeroporto Internacional. Ele retornava de uma viagem ao exterior.

Todos os presos foram encaminhados para cadeias da região onde foram presos após audiência de custódia.

DENÚNCIA

Em razão do grande número de denúncias que estão sendo recebidas via fone, pedimos a gentileza da divulgação do e-mail: denunciaspfjales@gmail.com para pessoas que tenham informações sobre as fraudes identificadas na referida Operação.

Fonte: Paparazzi News

Deixe um comentário