Três-lagoense com COVID-19 fala sobre doença e faz alerta para a população

Em ato que demonstra coragem e cidadania, Fernando Kurió, se expõe publicamente para falar sobre a nova doença, que segundo mesmo, causa sintomas terríveis

Publicado em
Três-lagoense com COVID-19 fala sobre doença e faz alerta para a população

Fernando da Conceição, o Kurió, 41 anos, é um morador de Três Lagoas que foi testado positivo para coronavírus.

A esposa dele, de 30 anos, também foi diagnosticado com a doença. Hoje (19) ele resolveu fazer uma live para falar sobre a doença e comunicar que eles estão bem, se recuperando, e em isolamento.

O casal estava recolhido, tomando todos os cuidados necessários e saindo apenas em caso de extrema necessidade por conta da pandemia. Comentou que mesmo gostando de estar na companhia dos familiares e amigos, se divertindo em bares próximos de sua residência, de acordo com Kurió, tudo isso já havia sido suspenso por ele, e que não foi em locais públicos ou que aglomerem pessoas na Vila Piloto, onde residem, que eles foram contaminados.

A transmissão da doença se deu através do seu sogro que havia mantido contato com um motorista que foi até a fazenda onde o mesmo trabalha para realizar uma entrega. O motorista era assintomático, não sabia que estava doente. Que em determinado dia, o sogro veio para Três Lagoas e sua esposa esteve com ele na região central da cidade, e lhe pediu benção.

Com sintomas que julgava ser gripe, o sogro de Kurió aproveitando que estava na cidade foi até um laboratório particular, onde realizou o exame, que testou positivo para a COVID-19. Fernando da Kurió ressalta que a equipe da Secretaria de Saúde foi rápida e eficiente. Seu sogro foi levado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA (24h)) e após internado no Hospital Auxiliadora.

Os sintomas no casal começaram aparecer em seguida a sua esposa ter tido contado com o pai e que o contágio foi muito rápido. Que ele e a esposa, sentiram febre baixa, dores de garganta, ficaram sem olfato e paladar, não sentiam mais cheiros, gosto da comida, e os respectivos sintomas evoluíram rapidamente.

O casal está fazendo uso de medicamentos e em isolamento total. Eles, disseram ao Hojemais, que não querem de forma alguma transmitir o vírus para outras pessoas em Três Lagoas.

Kurió, lamenta e disse que se entristece com pessoas quem não acreditam que o vírus existe e ainda fazem pouco caso e até piadas sobre a doença. Quanto ao preconceito para com pessoas infectadas, disse que existe, e que eles ficam aborrecidos, tristes, mas compreendem porque os moradores estão assustados e com medo da nova doença.

Até o momento, não há vacinas ou medicamentos específicos para a COVID-19. Os tratamentos estão sendo investigados e serão testados por meio de estudos clínicos, informa a Organização Mundial da Saúde - OMS.

Fonte: HojeMais

Deixe um comentário