Morta em Santa Maria (RS), Carolline Dias foi enterrada em Três Lagoas

O corpo da vítima foi transladado para 'Três Lagoas (MS) na madrugada desta segunda-feira

Publicado em
Morta em Santa Maria (RS), Carolline Dias foi enterrada em Três Lagoas

TRÊS LAGOAS (MS) – Uma mulher, identificada como Carolline Dias (27) foi assassinada por um homem com um tiro à queima-roupa na cidade de Santa Maria (RS), no último sábado (7).

De acordo com o portal Diário Santa Maria, Carolline era garota de programa e trabalhava no cruzamento das avenidas Presidente Vargas e Borges de Medeiros, quando por volta das 5h30min foi abordada por um homem, que se passando por cliente atirou a queima-roupa na vítima.
 
Possível crime de transfobia

Dois amigos da mulher presenciaram o crime. Um deles narrou os fatos e conta que entrou em pânico:

"Um homem tinha abordado a Carol para fazer programa. Eu não sei o que aconteceu, mas depois ele simplesmente chegou e atirou à queima-roupa. Quando a gente viu, ela estava caindo no chão. Eu fiquei em pânico, a gente dizia "reage, Carol!", mas a bala perfurou o pulmão dela. Foi uma covardia, tenho certeza de que foi um abate mesmo" – contou ao site de notícias preferindo não se identificar.
 
Mulher transesual, Carolline Dias, de Três Lagoas (MS) estava em Santa Maria (RS) por uma temporada e se encantou pela cidade, como conta uma amiga: "Ela acabou gostando da cidade. Quem conhece a Carol sabe que ela era uma pessoa maravilhosa, não desejava mal a ninguém, super reservada, vai deixar saudades" - conta a mulher.

Após perícia, ainda no sábado (7), e após tramitações intermediada pelos amigos de Carolline em Santa Maria (RS), seu corpo chegou à Três Lagoas (MS) nesta madrugada e, de acordo com a mãe, o sepultamento ocorreu às 16h15 desta segunda-feira (09) na Funerária Cardassi situada na Av. Rosário Congro, 1233.
 
Em mais um caso de assassinato à transexuais no país que, de acordo com o Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais) em 2018, matou 163 pessoas trans em 53% dos casos com armas de fogo, o desejo dos amigos de Carolline é de que aja justiça. Um ato em sua memória deve ser realizado em Santa Maria (RS) esta semana.

Fonte: Da Redação

Deixe um comentário