Homem é preso após investigações do SIG sobre furto em pet shop no Jardim Alvorada

O homem confessou o crime, mas o comparsa não foi localizado.

Publicado em
Homem é preso após investigações do SIG sobre furto em pet shop no Jardim Alvorada

A Polícia Civil de Três Lagoas, através do Setor de Investigações Gerais (SIG) identificou um dos autores de um furto ocorrido durante o final de semana em uma loja de pets, no bairro Jardim Alvorada. O homem confessou o crime, mas o comparsa não foi localizado.

Segundo o boletim de ocorrência, registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), a proprietária do Pet Shop procurou a polícia noticiando que uma das portas de blindex de sua loja estava quebrada e que provavelmente teriam sido furtados objetos de seu interior. Ela se deslocou até a loja e confirmou tal fato, dando por falta de um aparelho celular, um rádio, filtro de água e uma faca.

Ao verificar as imagens do sistema de monitoramento, pode-se constatar que o furto em questão teria sido praticado por dois indivíduos, isso na madrugada do último domingo (11). Foi possível constatar também que um dos autores chegou até o estabelecimento envolto num cobertor, fingindo estar deitado na frente do estabelecimento e forçava a porta de blindex com uma chave de fenda. Quando veículos passavam pelo local, ele disfarçava, dando a entender que estava dormindo ali.


Após forçar a porta por algum tempo, o autor saiu e retornou alguns minutos depois, agora com um comparsa, quando forçaram a porta que quebrou e eles entraram no estabelecimento comercial e subtraíram os pertences. Pode-se perceber que quando foi quebrar a porta, um dos indivíduos acabou por se ferir na perna, ficando vestígios de sangue no local.

Durante as diligencias, com base nas imagens, policiais do SIG chegaram até M. M., de 24 anos, o qual confessou a prática do furto e, inclusive, apresentava ferimentos na perna compatíveis com os provocados no momento em que a porta do estabelecimento foi quebrado. Com relação aos objetos subtraídos, o investigado disse que os mesmos ficaram com seu comparsa, o qual não foi localizado até o presente momento, mas diligencias prosseguem nesse sentido.

Denúncias podem ser realizadas através dos telefones (67) 3929-1173 ou (67) 9 9226-8210 (WhatsApp).

Fonte: Informações da Assessoria de Comunicação

Deixe um comentário