Começa segunda etapa de construção das 146 casas do Lote Urbanizado no Jardim das Primaveras

Os investimentos alcançam R$ 2 milhões e, ao todo, 40 pedreiros e serventes vão trabalhar nesta obra, todos trabalhadores de Três Lagoas

Publicado em
Começa segunda etapa de construção das 146 casas do Lote Urbanizado no Jardim das Primaveras

TRÊS LAGOAS (MS) - O prefeito de Três Lagoas Angelo Guerreiro, esteve no Jardim das Primaveras, na manhã desta terça-feira (17), para dar início à segunda etapa de construção de 146 casas do programa "Lote Urbanizado".

De acordo com a diretora de Habitação do Município Sonia Gois, esta etapa do loteamento urbano vai atender, especialmente as famílias das camadas mais populares, aquelas sem renda, solucionando, portanto, parte do déficit habitacional de Três Lagoas (MS).
 
Para a execução desta segunda etapa, sob a responsabilidade da Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA), a empresa "JR Obras Serviços e Construções EIRELI-EPP", contratada pelo processo licitatório, realizará serviços de alvenaria, supra estrutura e esquadrias de 146 unidades habitacionais, como consta no contrato, que deverá ser executado no prazo estabelecido de 15 meses, por R$ 2.040.877,75 (dois milhões, quarenta mil, oitocentos e setenta e sete reais e setenta e cinco centavos).

Ao todo, 40 pedreiros e serventes vão trabalhar nesta obra, todos trabalhadores de Três Lagoas (MS).
 
Pelo programa "Lote Urbanizado", do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, estão sendo atendidas 146 famílias, que já viviam em situações precárias nesse local, na sua maioria em barracos de lona, há mais de 10 anos.

Como prevê o referido programa, o Município está participando com a cessão da área urbana e o Governo do Estado executou a primeira etapa, com fundação, instalações hidráulicas e sanitárias, contra piso e primeira fiada em alvenaria. Esta etapa foi iniciada no final de 2018, já foi entregue e está pronta para a execução da segunda etapa.
 
Para esta segunda etapa, que ficaria a cargo de cada família, por iniciativa do prefeito Angelo Guerreiro e com a aprovação da Câmara Municipal, a Prefeitura de Três Lagoas arca com as custas de construção da fase de alvenaria de tijolos, supra estrutura e esquadrias externas.

De acordo com a dona-de-casa Inês da Silva, esta etapa do lotemaneto urbano põe fim a uma espera de 40 anos pela casa própria.

Fonte: Da Redação

Deixe um comentário