Bancários cruzam os braços em apoio à greve geral na sexta-feira

Cerca de 2,5 mil trabalhadores devem parar as atividades em protesto contra as medidas do governo federal

Publicado em
Bancários cruzam os braços em apoio à greve geral na sexta-feira

Os bancários de Campo Grande e região devem paralisar as atividades na sexta-feira (14) em apoio à greve geral, movimento nacional previsto em todo o Brasil, contra a reforma da Previdência.

 
De acordo com o Sindicário (Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região), são cerca de 2,5 mil trabalhadores da Capital e outros 30 municípios que devem cruzar os braços. A paralisação foi aprovada durante assembleia realizada na segunda-feira.

Segundo o secretário-geral do sindicato, José dos Santos Brito, além da reforma da Previdência, os trabalhadores também temem que o governo federal privatize o Banco do Brasil e Caixa Econômica.

“A Caixa fomenta o desenvolvimento dos municípios, administra o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), administra tudo o que o município precisa. O banco privado não faz isso. O Banco do Brasil tem a agricultura familiar, o pequeno, médio e grande empresário, o FCO (Fundo de Financiamento do Centro-Oeste), e simplesmente o governo quer desfazer”, afirma.

Em Campo Grande, a concentração dos trabalhadores está marcada para sexta-feira, às 9h, na Praça do Rádio, na região central. Dali, representantes do sindicato devem seguir para as agências bancárias para verificar se os estabelecimentos foram fechados, conforme a decisão de segunda-feira.

Fonte: Campo Grande News

00

Deixe um comentário