Após longa espera e por meio de uma doação, Ana Lúcia será operada hoje (11) em Três Lagoas

Nesta quarta-feira (11), às 15h, no Hospital Auxiliadora, a operação tão esperada será realizada. Ana ficou gravemente ferida após um acidente no dia 16 de agosto deste ano, devido à imprudência de um motorista.

Publicado em
Após longa espera e por meio de uma doação, Ana Lúcia será operada hoje (11) em Três Lagoas

TRÊS LAGOAS (MS) – Após 26 dias do acidente, Ana Lúcia (44) realizará a operação tão aguardada hoje (11), às 15h, no Hospital Auxiliadora.

Segundo Ana, em meio ao desespero e dias de lutas, a boa notícia chegou no final da tarde de segunda-feira (10). Relatou que a operação será possível devido a doação da placa.

E hoje, às 15h, no Hospital Auxiliadora, será realizada a operação para colocação da placa autobloqueadora de fêmur distal do tipo Liss que permitirá a reconstrução do fêmur.

A operação traz um novo sopro de esperança, uma vez que desde o acidente, ocorrido no dia 16 de agosto, Ana está em uma cama de hospital sem poder se locomover.

Vakinha virtual

A arrecadação por meio de vaquinha virtual continua e será revertida para o pós-operatório de Ana Lúcia.

Desse modo, solicitamos à população que contribua através da doação de qualquer quantia para ajudar na recuperação.

Solicitamos ainda a doação de fraldas geriátrica tamanho Extragrande (XG), óleo de girassol e lenços umedecidos.

Para doações em conta

Ana Lúcia Silva CPF: 812.792.721-04

Banco Caixa Econômica

Agência 0563 Operação 013 Conta 00047605-0

Doações pela Vakiquinha virtual
Para doações através do Vakinha virtual acesse o link: http://vaka.me/711427

Ajude a Ana a voltar a andar.

O caso

No primeiro momento ela foi prontamente atendida pelo Hospital Auxiliadora, mas devido à gravidade da fratura e, pelo fato do hospital não possuir a placa que a paciente precisa, ela não pôde ser operada em Três Lagoas.

Sendo assim, o Hospital Auxiliadora solicitou a inclusão de Ana Lúcia na fila de espera para cirurgia de urgência e de alta complexidade no hospital da Capital.

Dias após a solicitação de transferência para Campo Grande, Ana teve a solicitação negada pelo Hospital da Capital.

Diante à negativa e com a impossibilidade de ser operada, Ana e seus familiares entraram com um processo junto a Defensoria Pública para garantir o seu direito para ser atendida ou para ser transferida para Campo Grande ou para que a compra da placa seja realizada pelo município.

Nesse momento, o processo judicial está sendo analisado, mas essa demora está acabando com o psicológico de Ana Lúcia. E tal espera para a operação prejudica cada dia mais a sua saúde.

Fonte: Rádio Caçula

Deixe um comentário