Vereadores de Três Lagoas aprovam e Sejuvel promoverá competição em 4 modalidades

O projeto ainda define que os JAT´s será incluído no calendário de esportes do município

Publicado em
Vereadores de Três Lagoas aprovam e Sejuvel promoverá competição em 4 modalidades

Durante a 38ª sessão ordinária da Câmara de Três Lagoas, realizada no dia 12 de novembro, os vereadores aprovaram o projeto de lei nº 195, que cria a Copa Sejuvel, JAT´s (Jogos Abertos Três- lagoenses). A proposta tramitou em caráter de urgência especial e foi colocada em votação em Plenário.

O PL ainda define que os JAT´s será incluído no calendário de esportes do município e envolverá disputas nas seguintes modalidades: Futsal, Handebol, Basquetebol e Voleibol.
Através de mensagem enviada à Câmara, o prefeito ressaltou que atletas que entram na fase adulta não têm muitas oportunidades de praticar esportes e, principalmente, de disputar competições, em âmbito municipal.

Nos artigos 1º e 2º do PL, fica determinado que os jogos ocorrerão no mês de novembro, de cada ano e haverá premiação, em dinheiro, nas categorias masculino e feminino, respectivamente.

“A Sejuvel chamou para si a responsabilidade. A premiação será feita pela Prefeitura, irá fomentar diversas modalidades. Além de incentivo financeiro será um benefício aos atletas. É um ato da administração municipal, para incentivar o esporte”, destacou o líder do prefeito, na Câmara, vereador Realino, durante o encaminhamento de voto.
Ainda durante a sessão, também foram aprovados mais dois projetos de lei. As propostas alteram nomes de ruas, prestando homenagem àqueles que prestam/prestaram relevantes serviços ao município.

Trata-se do projeto de lei nº 96, que muda o nome da rua “A”, localizada no Parque das Mangueiras, para cirurgião dentista Munif Thomé e o projeto de lei nº 146, que altera o nome da rua “Maycoré”, para rua Olympio Azambuja de Castro, ambos de autoria do vereador Adriano Cezar Rodrigues.
Mais 9 projetos de lei foram encaminhados para as comissões permanentes da Casa de Leis (CCJ e Desenvolvimento Econômico), para emissão de parecer.

Homenagem
A sessão desta terça também foi marcada por homenagem a atletas. Os vereadores Silverado e Jorginho entregam Diploma de Mérito Esportivo e Moções de Congratulação, respectivamente, para aqueles que vêm enaltecendo o nome do município, nas competições nacionais e internacionais.
O vereador Silverado fez a entrega do Diploma de Mérito Esportivo ao atleta paralímpico André Luis Barroso Filho e ao treinador dele, Roney Ferreira de Araújo.
Chamado pelo vereador, carinhosamente de "Andrezinho", o atleta fez questão de agradecer a todos.
Silverado parabenizou o treinador pelo incentivo ao atleta.
"Mostrar, mais uma vez, o potencial, dessas pessoas que representam Três Lagoas, pelo Brasil. Mostrando que as pessoas com necessidades especiais tem muito potencial. Obrigada a todos", ressaltou o treinador Roney, após receber a homenagem.
Alunos da Apae lotam o Plenário para prestigiar o colega.
Através de Moções de Congratulação o vereador Jorginho homenageou atletas do Taekwondo, destaques em competições nacionais.
Receberam as honrarias, os seguintes atletas: Rafael Ferreira dos Santos , 2º lugar na Competição Super Campeonato Brasileiro;
Gabriela Rodrigues Andrade, 3º lugar no Super Campeonato Brasileiro.
Celso Souza, 6º lugar na categoria até 50 anos;
Tais Henrique de Souza, 2º lugar em Ponse (modalidade do Taekwondo);
Ao usar a Tribuna, o Celso, primeiramente, agradeceu pela homenagem e falou um pouco do histórico do Taekwondo, citando que é um esporte originário da Coréia do Sul, hoje, é um esporte olímpico.
Ele trabalha há 9 anos, com o esporte marcial, no município.

CI

O relatório final da Comissão de Investigação, formada pelos vereadores Jorge Aparecido Queiroz (presidente); Antônio Luiz Teixeira Empke Júnior (relator) e Ivanildo Teixeira de Faria (membro) - que apurou irregularidade/ilegalidade, referente à cobrança 50% do valor das tarifas do transporte público, para estudantes da rede estadual e federal e isenção, para estudantes da REME - foi lido durante a sessão e colocado para votação em Plenário.

Na conclusão, o relator informou que: “compulsando os autos e a legislação vigente, entendo que não há motivo que caracterize ilegalidade do poder executivo em fornecer transporte gratuito apenas aos alunos matriculados na rede pública municipal. Desta forma, opino pelo arquivamento da presente CI, entendendo que se trata de medida de justiça”.
Sebrae 11503

Fonte: Assessoria de Comunicação

Deixe um comentário