Homem descobre que mulher gastou R$ 1, 8 mil, não pagou as contas e tenta agredi-la

O marido ficou nervoso, pegou um pedaço de pau e correu atrás da mulher pela rodovia MS 112

Publicado em
Homem descobre que mulher gastou R$ 1, 8 mil, não pagou as contas e tenta agredi-la

Uma mulher de 26 anos procurou a Delegacia de Polícia Civil na manhã deste sábado (9) para denunciar o marido por violência doméstica em uma fazenda às margens da Rodovia MS-112 em Três Lagoas.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima acionou a Polícia Militar para ajudá-la a buscar seus pertences na propriedade rural após um desentendimento e agressões do marido ocorridas na última quarta-feira (6).

Conforme o relato da mulher, sua tia ligou para informar que eles estavam com uma prestação de uma televisão que haviam comprada em nome dela atrasada. A mulher disse que gastou R$ 1, 8 mil do esposo. Neste momento, o marido ficou nervoso, pegou um pedaço de pau e correu atrás da mulher pela rodovia MS 112.

O homem alcançou a vítima, a enforcou e a colocou dentro do carro. Com medo, ela se aproveitou que o marido entrou para o pasto, e ligou o automóvel, fugindo para cidade, consta na ocorrência policial. Após ela conseguir chegar na cidade, o casal ficou conversando por telefone através de ligações de WhatsApp.

Na sexta- feira (8) por volta das 8 horas se dirigiu ao Conselho Tutelar para obter informações de como poderia pegar o seu filho menor que se encontrava com o pai na fazenda. Porém, após esperar por quase uma hora, foi embora e procurou a PM para prestar apoio.

Nesta fazenda, os policiais conversaram com o homem, e ele relatou que a sua esposa não está pagando as contas que fizeram em nomes de parentes, e que constantemente vêm sendo cobrado. Segundo o homem foi descoberto mais de quatro meses de parcelas de contas atrasadas.

Conforme sua versão, ele repassa o dinheiro para a esposa todo mês para quitar as dívidas. O homem chamou a mulher para perguntar sobre as contas, e ela respondeu que estava tudo certo. Quando ele pediu o carnê e o dinheiro, a mulher foi sentido o carro e foi embora para cidade., disse o homem a polícia.

O homem relatou também que além dos R$ 1,8 mil, ela havia se apossado de R$ 12 mil que seria o acerto dele de outra fazenda onde trabalhou. Conforme o registro policial, quando a mulher foi pegar o filho, ele entrou em desespero gritando querer o pai.

Diante dos fatos, o Conselho Tutelar foi acionado para ver a melhor situação para a criança, e o casal foi conduzido para a Depac.

Fonte: Hjemais.com.br

Deixe um comentário