Obra da 1ª usina de MS movida a restos de madeira começa em abril

Termelétrica de biomassa terá investimento de R$ 350 milhões e vai gerar 1.500 empregos.

Publicado em
Obra da 1ª usina de MS movida a restos de madeira começa em abril

As obras do projeto da usina termelétrica (UTE) Onça Pintada terão início em abril, no município de Três Lagoas, com previsão de término para o segundo semestre de 2020. Quando estiver em operação, o empreendimento terá capacidade para gerar 50 MWh (megawatt-hora) de energia para o sistema elétrico nacional a partir de 2021, o suficiente para abastecer por 90 dias uma cidade como Três Lagoas. Pelo projeto original, o empreendimento seria instalado em Selvíria, mas estudos mostraram que a implantação seria melhor dentro da própria área da unidade em Três Lagoas.

De acordo com informações do diretor industrial da Eldorado Brasil Celulose, Carlos Monteiro, o investimento no empreendimento será de R$ 350 milhões e durante a obra haverá um pico de trabalhadores indiretos que poderá chegar a até 1.500 pessoas. A partir da operação, esse número terá escala menor, com colaboradores diretos. A compensação ambiental a ser paga ao Estado será de R$ 1,7 milhão.

O consumo de biomassa para produzir energia será de aproximadamente uma tonelada de biomassa por megawatt-hora de energia produzido. Em janeiro de 2021, a UTE Onça Pintada iniciará a disponibilização de energia para o sistema elétrico nacional.

Fonte: Correio do Estado

Deixe um comentário