Fiscalização no retorno do comércio fecha 29 salões e 14 barbearias na Capital

Um banco da Afonso Pena foi interditado e outro, da Avenida Eduardo Elias Zahran, multado, por não cumprir as normas do município

Publicado em
Fiscalização no retorno do comércio fecha 29 salões e 14 barbearias na Capital

Fiscais da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) fecharam 29 salões de beleza e 14 barbearias durante fiscalização aos comércios nas sete regiões de Campo Grande, nesta segunda-feira (6). Academias também foram alvos dos agentes durante as vistorias, porque estão proibidas de funcionar assim com o setor de estética.

A fiscalização aconteceu ao longo do dia e além de verificar se os estabelecimentos cumpriam as normas de higienização e de contenção a aglomerações, as equipes também fecharam os locais que ainda não estão liberados pela Prefeitura a funcionar normalmente.

Segundo o balanço divulgado nesta tarde, na região do Anhaduizinho foram fiscalização 115 estabelecimentos, oito salões de beleza foram fechados. Na Bandeira outro 151 comércios foram vistoriados, um salão e uma barbearia foram fechados. Além disso, o Banco Itaú, da Avenida Eduardo Elias Zahran, foi multado pela vigilância sanitária.

As áreas do Prosa, do Imbirussu, do Lagoa e do Segredo, somaram 599 estabelecimentos vistoriados, uma academia, 20 salões de beleza e 13 barbearias fechadas. No Centro, a fiscalização de 155 locais terminou com o Banco Bradesco, localizado no cruzamento entre a Calógeras e a Afonso Pena, interditado.

Conforme os dados, só na região do Segredo, nove barbearias foram fechadas. O maior número de salões de beleza abertos de forma irregulares foi encontrado no Anhaduizinho.  Ainda não há previsão de retorno de salões de beleza, de manicure, de depilação, de estúdio de tatuagem, de academias e afins.

Os proprietários desses estabelecimentos terão de apresentar um Plano de Contenção de Riscos (biossegurança), para demonstrar como se dará a adoção de medidas eficazes para evitar a disseminação do novo coronavírus (covid-19) no seu funcionamento. Ainda assim, por enquanto, não há uma data definida para retorno. 

Fonte: Campo Grande News

Deixe um comentário