Dia dos Namorados deve injetar mais de R$ 8 milhões na economia de Três Lagoas

O aporte estimado para o Estado nesse período é de R$ 174,25 mi, ou seja, 15,55% a mais do que o registrado no ano de 2018

Publicado em
Dia dos Namorados deve injetar mais de R$ 8 milhões na economia de Três Lagoas

TRÊS LAGOAS (MS) – Este ano, os três-lagoenses pretendem movimentar mais de R$ 8 milhões este ano entre presentes e comemorações. Isso de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Fecomércio-MS (IPF-MS) juntamente com outros parceiros como Sindvarejo TL entre outros.

Conforme foi divulgado na pesquisa de intensão de compras para o "Dia dos Namorados" para Três Lagoas e cidades do Estado, mesmo no quadro econômico que o Brasil se encontra, o aporte estimado para esse período no Estado será de aproximadamente R$ 174,25 mi, ou seja, 15,55% a mais do que o registrado no ano de 2018.

E este aumento está diretamente condicionado ao aumento do número de namorados (10%) revelam as pesquisas.
 
A pesquisa apontou que neste ano os casais estão mais apaixonados do que no ano que se passou, e devem gastar 53,76% a mais com a pessoa amada.

O gasto médio estimado com a comemoração está em torno de R$127,27 e para a compra de presentes cerca de R$ 129,23.

De acordo com a Fecomércio, o presente preferido são as roupas (24,27%), seguidos de perfumes e cosméticos (18,15%) e calçados (11,58%). Porém, cerca de 12,10% ainda não decidiram o que comprar.

Esse ano os casais estarão mais românticos e, com isso, cerca de 29% escolherão locais românticos para comemorarem, mas com a devida pesquisa de preço.
 
A pesquisa também apontou que mais gente irá fazer pesquisa de preços (64,65%), mas apenas 19,55% dos entrevistados vão comprar o que os parceiros desejam. Muitos relataram que serão levados em consideração na hora da compra o produto (25,31%), preço (24,26%) e atendimento (16,34%).

Para a pesquisa de intenção foram aplicados 1420 questionários contendo perguntas abertas e fechadas que abrangiam perfil, comportamento e gastos dos entrevistados. Sendo que a margem de erro varia entre 5% a 7% de acordo com o município. As cidades participantes da pesquisa foram Campo Grande, Três Lagoas, Corumbá/Ladário e Dourados.

Fonte: Da Redação

Deixe um comentário