Crise financeira da Viação São Luiz atinge funcionários em Campo Grande

Assim como em Três Lagoas onde os funcionários estão há 8 meses sem receber os salários, na Capital, os trabalhadores estão há 4 meses sem salários e, hoje (2) decidiram paralisar as atividades

Publicado em
Crise financeira da Viação São Luiz atinge funcionários em Campo Grande

TRÊS LAGOAS (MS) – A empresa Viação São Luiz mais uma vez está nas mídias em meio a protestos e falta de cumprimento dos direitos trabalhistas. Todo o sofrimento que os funcionários da matriz, em Três Lagoas, estão passando há oito meses, agora abate a filial da empresa na Capital onde, nesse momento, os funcionários estão com as atividades paralisadas devido à falta de pagamento dos salários e vale-alimentação.

A falta de compromisso da empresa com os funcionários da matriz, na cidade de Três Lagoas, tem sido relatada pela Rádio Caçula há muito tempo. Os funcionários do município estão há oito meses sem receber os salários e vale-alimentação ou até mesmo cumprimento de acordos realizados. E como já era previsto, os problemas financeiros da empresa atingiram também a sua filial em CampoGrande.

De acordo com informações, os funcionários da Viação São Luiz na Capital estão com os salários atrasados há quatro meses e o vale-alimentação há 11 meses. Segundo o representante do sindicato, as negociações com a empresa iniciaram no mês passado com a promessa de pagamento para o último sábado (30).

Sem o cumprimento de mais uma promessa, os funcionários da Capital, na manhã desta segunda-feira (2) paralisaram as atividades e estão reunidos em frente da empresa, localizada na av. Gunter Hans, no bairro São Jorge da Lagoa, à espera de um posicionamento dos proprietários.

Devido a falta dos pagamentos, todos os funcionários já se encontram em condições extremas como os de Três Lagoas, sem condições de pagar luz, água, aluguel e até mesmo sem alimento.

Segundo o presidente do sindicato da categoria em Campo Grande, Samir José da Silva, o sindicato tem prestado todo o apoio aos funcionários. Samir informou que a "empresa está negociando junto ao banco o valor que precisa para quitar o que deve aos trabalhadores, mas por ser um valor alto (R$ 6,5 milhões) ainda não foi liberado".

Cerca de 200 trabalhadores que prestam serviços para a Viação São Luiz no Mato Grosso do Sul, entre motoristas e trabalhadores nas áreas de manutenção, limpeza e cargas, estão com atrasos salariais. Em Três Lagoas a situação dos trabalhadores é mais constrangedora, com 8 salários e 29 tickets atrasados.

A reportagem tentou entrar em contato com o representante da empresa Viação São Luiz, para saber o posicionamento da empresa mas obtivemos retorno.

Fonte: Rádio Caçula

Deixe um comentário