Mesmo com toque de recolher, moradores de rua descumprem medida em Três Lagoas

Na região da Lagoa Maior, dezenas de moradores de rua se aglomeram todas as noites no entorno do Ginásio Poliesportivo

Publicado em
Mesmo com toque de recolher, moradores de rua descumprem medida em Três Lagoas

TRÊS LAGOAS (MS) – Enquanto o município de Três Lagoas vive o toque de recolher determinado pelo decreto nº. 56 da Prefeitura Municipal e população em geral esgota máscaras, álcool em gel e adota medidas de proteção, um grupo de pessoas continua alheio aos perigos do coronavírus. Cerca de 25 moradores de rua ignoram o risco de contaminação, se recusando a ficarem no local disponibilizado pela administração pública.

Na região da Lagoa Maior, dezenas de moradores de rua se aglomeram todas as noites no entorno do Ginásio Poliesportivo Eduardo Milanez e do Shopping Popular, utilizando o local também para fazer suas necessidades fisiológicas. Sem máscaras, álcool em gel ou até mesmo um local com sabão para lavar as mãos, os moradores permanecem expostos nas ruas.

Segundo disse a secretária de Assistência Social Vera Helena Arsioli Pinho em entrevista ao site TL Notícias na manhã desta quarta-feira (25), a administração municipal possui diversas formas de ajudar essa população. "Temos o Centro Pop e Acolhimento Pop", disse.

A secretária frisou que ambos os locais possuem uma equipe completa para atender essa população de rua, oferecendo alimentação, kit de higiene pessoal e até mesmo um local para passar a noite. Muitos comparecem nos locais para se alimentar, no entanto, segundo Vera Helena, eles não querem permanecer devido às regras existentes como o não consumo de bebida alcoólica ou drogas.

"Há duas semanas, todos os dias, a equipe está conversando com eles, tentando convencê-los e conscientizá-los, pedindo que fiquem no local e não saiam para a rua. Eles não aceitam e até brincam com a situação, dizendo que estão imunes devido ao álcool presente no corpo", relatou a secretária.

Solução

Para tentar solucionar o problema com o descumprimento do toque de recolher no município e principalmente evitar o contágio dessas pessoas com o coronavírus, a Secretaria de Assistência Social irá se reunir nesta quarta-feira (25) com o comando da Polícia Militar para que durante o toque de recolher essas pessoas sejam acolhidas de forma coercitiva aos locais próprios disponibilizados pela prefeitura. Vera Helena ainda disse que tentou adotar medidas coercitivas junto a administração, mas foi aconselhada pela assessoria jurídica a não proceder desta forma.

"Infelizmente eles não aceitam essa forma de viver com regras e sem poder fazer as coisas que quererem, pois na cabeça deles, eles não vão se contaminar já que vivem nas ruas", disse.

Pedido

Vera Helena aproveitou a oportunidade para pedir novamente para população três-lagoense que não dê esmola para os moradores de rua. A secretária informou que muitos moradores de rua estão se aproximando da secretaria, uma vez que estão percebendo a diminuição das doações nas ruas.

"Não dê dinheiro, eles possuem lugar para ficar, para comer, tomar banho. Temos tudo lá preparado para eles", finalizou Vera Helena.

Fonte: Da Redação / Foto: Ilustração

00

Deixe um comentário