02/01/2015 23h32 - Atualizado em 02/01/2015 23h32

Traficante foge da ROTAI e deixa esposa menor grávida para trás

Dentro da casa do suspeito foi encontrada grande quantidade de maconha e porções de cocaína

Por: Celso Daniel
 

Uma adolescente de 16 anos foi apreendida e um jovem de 20 anos conseguiu fugir em uma ação da Rondas Ostensivas e Táticas do Interior (Rotai) na noite desta sexta feira(02)no Bairro Jardim Atenas em três Lagoas.

Segundas informações contidas no boletim de ocorrência, os policiais receberam denúncia anônima com informação de que uma pessoa estaria praticando a venda de drogas na Rua Bernardino Antonio Leite.

Com base nessa informação uma viatura da Rotai foi até o local e chegando ao endereço informado, a guarnição percebeu que uma pessoa ao avistar a viatura empreendeu fuga pulando pelo muro das residências.

Foi solicitado outro apoio da Rotai e apesar de buscas feitas na região a pessoa que fugiu não foi encontrada.

A guarnição abordou a adolescente I.M.S (16) – que esta grávida de 7 meses – e ela alegou ser moradora da residência que foi denunciada como sendo o ponto de venda de drogas. Ela ainda informou que o marido N.R.B (20) teria fugido ao perceber a presença dos policiais.

Franqueados pela jovem, os policiais iniciaram uma busca no interior da casa e logo foi encontrado dentro de uma caixa – ao lado do guarda roupas – grande quantidade de maconha, embalados e prontos para venda.

Em continuação das buscas, foi encontrado dentro do guarda roupas um prato de vidro contendo certa quantidade de cocaína, que estavam sendo preparada em papelotes para serem vendidos.

Além da droga apreendida, os policiais encontraram cerca de R$1.600,00 em dinheiro que provavelmente eram provenientes da venda de entorpecentes.

Questionada I.M.S. confessou que sabia da atividade ilícita do marido, revelando ainda a maneira a qual ele vendia a droga.

Segundo ela, ele praticava a ação conhecida como “disk-drogas”, pois N.R.B. recebia ligações no celular e utilizando uma moto Honda/Biz de cor azul escura, fazia a entrega do entorpecente aos usuários.

Diante os fatos ela foi levada com a droga e a moto – que também foi apreendida- para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) para as providências legais.