12/01/2015 11h47 - Atualizado em 12/01/2015 11h47

Protetoras Três Lagoas irá realizar protesto sobre caso de homem que matou cão a pauladas

A mobilização está sendo feita através do perfil - Protetoras Três Lagoas - da rede social Facebook

Por: Celso Daniel
 

O grupo de amigos denonimado Protetoras de Três Lagoas, que mantém um perfil social na rede Facebook está mobilizando os amigos virtuais para que na noite desta segunda feira (12) compareçam na feira noturna em Três Lagoas para um protesto pacífico para pedir providências legais enérgicas a respeito do caso de violência contra um animal, a qual um homem matou a pauladas o cachorro da família no domingo (11).

O portal TL Notícias revelou em uma reportagem exclusiva – que foi repassada aos sites parceiros – que A.L.M (38) foi preso pela Rádio Patrulha no domingo (11) após matar um cão a pauladas e depois ameaçar a esposa, R.A.G. (29) com o pedaço de madeira que foi utilizado para matar o cachorro.

Ele teria começado uma discussão com por motivos de ciúmes com uma jovem - que é filha de R.A.G. - e ela ao sair, foi seguida pelo cão da família.

Isso teria irritado A.L.M. que pegou um pedaço de madeira e começou a desferir golpes violentos contra a cabeça do animal. Os golpes causaram traumatismo craniano matando o cachorro, que ainda agonizou por alguns segundos antes de morrer.

O protesto está marcado para ter início às 19h e a rede de amigos espera contar com a participação da população.

O caso teve repercussão estadual através do portal TL Notícias, sendo divulgado em vários meios de comunicação de Mato Grosso do Sul.