22/10/2018 21h05 - Atualizado em 22/10/2018 21h05

6º Encontro de Camponesas expõe diversidade da produção rural da região


Por: Assecom

Famílias de oito assentamentos da região do Bolsão Sul-mato-grossense estiveram reunidas no último sábado (20), no Assentamento "20 de Março" participando do 6º Encontro de Camponesas, evento promovido pelas próprias trabalhadoras rurais. A festividade aconteceu durante todo o dia e reuniu centenas de pessoas, entre os assentados participantes e visitantes.

Esta é a primeira vez que o Encontro é realizado no "20 de Março", sendo que duas vezes por ano, a organização elege um assentamento para acontecer a festa. Com objetivo de fortalecer o trabalho rural e valorizar o espaço da mulher camponesa, o Encontro de Camponesas promove rodas de conversa, troca de ideias e experiências, orientações para problemas no campo, além de exposição de produtos e artesanatos produzidos por elas.

A Banda Marcial "Cristo Redentor" fez a abertura do evento, que prosseguiu para a apresentação dos temas do Encontro, além da fala das autoridades e representantes de órgãos parceiros.

Estiveram presentes: prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro; secretário municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA), Toniel Fernandes; e o coordenador geral de Gestão de Políticas Públicas do Agronegócio, Célio Lopes de Barros, parceiros da iniciativa.

Em sua fala, o secretário Toniel destacou o compromisso da atual gestão com a população da zona rural. "Quero ressaltar que não é apenas em eventos que a Prefeitura participa. Estamos participando da vida de todos através de nossas ações. As estradas rurais estão recebendo melhorias constantemente, além das duas pontes novas que foram construídas neste assentamento. Este trabalho é uma resposta ao trabalhador do campo que contribui com o desenvolvimento da nossa região", destacou Toniel.

Por sua vez, Guerreiro relembrou a luta das mulheres e parabenizou-as pela organização do Encontro. "Eu conheço a realidade deste Assentamento desde quando foi loteado e, sempre tenho acompanhado o trabalho de todos. Este evento é um demonstrativo das conquistas dessas mulheres corajosas que são esteio de suas famílias e grandes contribuintes do agronegócio local. Parabéns a todas, por sua história e que, este grupo se fortaleça cada vez mais", disse o prefeito.

Os vereadores Celso Yamaguti e Silverado, também prestigiaram a festa.

O EVENTO

Após a abertura e apresentação, foi oferecido o café da manhã com vários tipos de bolo, pães caseiros, derivados do leite e geleias, todos feitos pelas camponesas do local. A Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) esteve presente com a equipe volante do CRAS "Ruth Filgueiras", realizando orientações sobre programas e benefícios sociais e Cadastro Único do Ministério de Desenvolvimento Social (CadÚnico). Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realizaram aferição de pressão e teste de glicemia.

Os demais assentamentos montaram barracas para expor, vender e trocar as produções de seus sítios. Do Assentamento Canoas (Selvíria), a camponesa Carina Keico montou a barraca da flor Rosa do Deserto, produzidas em sua propriedade, e pipas. Outros moradores representaram o Assentamento com barraca de bordado, tapetes de crochê e toalhas de mesa.

Os alunos do curso técnico em agronegócio da Escola Técnica Estadual (ETEC) de Andradina – SP, levaram amostras de sementes crioulas de milho, feijão, mamona, algodão e outras variedades. O Assentamento Alecrim (Selvíria) foi representado com barracas de doces, roupas e costuras caseiras. A camponesa Andréia Oliveira representou o Assentamento São Joaquim, vendendo pães e bolos caseiros. Da região de Arapuá, o Assentamento Palmeira participou com barraca de doces, pimentas, derivados do leite e polvilho. Camponesas dos Assentamentos Pontal do Faia e Serra (Paranaíba) também estiveram presentes.

Entre palestras e ciclos de conversa, a festa contou com apresentações musicais de Fran Soares, Maringá Borget, Makov Beneche, artistas do campo e Orquestra de Violeiros de Três Lagoas. Houve almoço e degustação de doces para todo público.

SOBRE O ENCONTRO

Realizado pela primeira vez em 2015, em Paranaíba, o 6º Encontro foi organizado pelos coordenadores Júlio Saito, Neli Cordeiro Magalhães e Joel Vital da Silva, presidente do Assentamento.

O Comitê das Mulheres surgiu a partir da criação dos conselhos autorizados pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário em 2013, pelo governo federal. Com a extinção do MDA em 2017, o Comitê das Mulheres do Bolsão sobrevive através da persistência das camponesas, com apoio dos poderes públicos estaduais e municipais, além de empresas e órgãos participantes.

Neste Encontro, as camponesas tiveram a parceria do Núcleo de Estudos de Agroecologia (NEA) do curso de geografia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (AGRAER), Banco do Brasil, Prefeitura de Três Lagoas e Empresa Fibria.