24/03/2018 14h11 - Atualizado em 24/03/2018 14h11

Passeata contra maus tratos de animais é realizada em Três Lagoas


Por: Da Redação com fotos de TL Notícias
 

Casos recentes de maus tratos a animais moveram a população de Três Lagoas a caminhar pelas ruas do centro próximo à feira como forma de manifestação, na manhã deste sábado (24).

Protesto foi organizado pelas Protetoras de Três Lagoas, grupo independente que procura ajudar, orientar e resgatar animais de rua vitima de maus tratos e arrumar novos lares para eles, assim como fornecer dentro do possível, ajuda veterinária a animais doentes.

O caso do cachorro "Thor" e da cadela "Neguinha" entristeceram a população e revoltados, se organizaram para chamar a atenção. A passeata iniciou na Praça Ramez Tebet e seguiu pela Rua Paranaiba, até a Rua Eloy Chaves, Rosário Congro, passando pela feira e finalizando na praça e juntou mais de 100 pessoas.

Charlene Bortoleto, umas das protetoras e organizadoras da passeata agradece a presença de todos. "Viemos para a praça para protestar contra os maus tratos a animais que vem acontecendo em nossa cidade com os animais! Eles não tem voz, então somos a voz deles."

Dentre os pedidos de justiça, também defendem leis mais severas para quem maltratam animais. O vice-prefeito de Três Lagoas estava presente no protesto e declarou: "É um movimento importante por que os animais são uma vida, um ser vivo, então, a prefeitura, o prefeito Ângelo Guerreiro apoia esse tipo de movimento, por que quanto mais unido, mais forte nos tornamos."

Dona Nilsa Aparecida da Silva, de 58, acompanhou a passeata enlutada, por que teve sua cachorra, Cristal, morta pela imprudência de um motorista: "Já tínhamos ela há dois anos, e por um descuido, a deixei escapar pelo portão, então um motorista em alta velocidade não parou ao sinalizarmos, atropelou a Cristal e arrastou ela por diversos metros. Espero que a população entenda nossa dor e penas mais severas sejam dadas aos que cometem esse crime."

Quem for testemunha de maus tratos, pode denunciar anonimamente pelo telefone (67) 3929-1360 ou (67) 3929-1361

Saiba Mais