14/12/2018 08h10 - Atualizado em 14/12/2018 08h10

Mãe de acusado de homicídio revela motivação do filho para cometer crime


Por: Rádio Caçula
 
Foto: Rádio Caçula Foto: Rádio Caçula

Na tarde de quarta-feira (12), a reportagem foi procurada por Onira Coimbra Correia, mãe de Alexssandro Coimbra Correia, de 29 anos, para dar sua versão sobre um homicídio ocorrido no mês passado. O rapaz é suspeito de ter cometido um homicídio no dia 11 de novembro deste ano, após uma briga em um bar do bairro Vila Alegre, em Três Lagoas (MS). A vítima fatal é Alessandro Leopoldino, de 40 anos.

Segundo a mãe do suspeito, o filho cometeu o crime para não morrer. Ela relatou que há cerca de um ano ela e Alexssandro começaram a ser perseguidos e ameaçados pela vítima. Onira contou que foi agredida por Alessandro por diversas vezes, sendo a primeira delas em um bar, onde comprava cigarros. Na ocasião, a vítima queria que ela trabalhasse para ele como babá, o que foi recusado pela mulher. Ao sair do local, a mulher estendeu a mão para cumprimenta-lo, momento em que foi empurrada pela vítima e revidou com um tapa.

A primeira agressão da vítima contra Onira aconteceu após o desentendimento no bar, quando a mesma foi até a casa de Alessandro contar para a esposa dele que ele comercializava entorpecentes. A mulher relatou que foi agredida a pauladas pela vítima e que, só não foi morta por ele porque o marido interviu.

Quando seguia para casa, Alessandro ainda teria agredido a mulher com golpes de facão e um soco na boca. Onira tentou esconder as marcas da agressão de seu filho Alexssandro, pois o mesmo cumpria pena no regime semiaberto, porém, o soco não foi possível esconder.

Após sair do semiaberto, Alexssandro passou a ser perseguido e ameaçado pela vítima. Segundo relatado pela mãe do autor, Alessandro falava constantemente que mataria seu filho com o mesmo facão que havia usado para agredi-la.

De acordo com os relatos da mulher, no dia do crime, o acusado foi até o bar para comprar cigarros e encontrou a vítima no local, que passou a xingá-lo e ameaçar. O autor então saiu do estabelecimento comercial e foi até sua moto, para ir embora, momento em que a vítima pegou um facão e foi em sua direção para mata-lo. Antes de receber o golpe, um homem no bar chamou por Alexssandro, para que ele visse o que estava prestes a acontecer e que pudesse se defender.

Após a briga, Alexssandro foi para casa, mas lembrou que havia esquecido o cigarro no bar e voltou ao local. Ao chegar, encontrou a vítima com uma faca, esperando para matar o autor, momento em que ele se defendeu e desferiu facadas em Alessandro. O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer a vítima, porém ele veio a óbito antes do socorro chegar.

As informações divulgadas no dia do crime seriam de que o autor havia pego a faca na residência da mãe, porém ela nega a informação e diz que a faca utilizada no homicídio pertencia a vítima.

Alexssandro fugiu do local do crime e está foragido desde então. A família afirma não saber o paradeiro do acusado.

Onira disponibilizou para a reportagem da Caçula FM algumas fotos que tirou após as agressões que sofreu de Alessandro. Confira abaixo: