18/12/2018 10h34 - Atualizado em 18/12/2018 10h34

Em Três Lagoas, mulher perde emprego por ser casada com negro


Por: HojeMais
 

Jaqueline Torres Barbosa de 25 anos foi dispensada do trabalho no último sábado, 15, depois que o proprietário da loja de confecções onde ela prestava serviços, tomou conhecimento que ela era casada com um negro. O caso aconteceu em uma loja na Avenida Clodoaldo Garcia no bairro Vila dos Ferroviários em Três Lagoas.

Segundo o Rapper Jose Wellington Honorato dos Santos de 37 anos, vítima de racismo, a sua esposa estava desempregada e distribuiu currículo em várias empresas da cidade, sendo chamada em uma loja de roupas. No sábado, por volta das 11 horas, ele foi até o estabelecimento comercial levar a esposa, que já havia sido entrevistada e aceita para o serviço. Ao entrar na loja de mãos dadas com Jaqueline, o proprietário do local olhou feio para Santos, que se despediu de sua esposa e foi embora.

Cerca de meia hora após dar inícioao trabalho, o proprietário da loja foi até onde Jaqueline estava e disse; "quem é aquele crioulo, preto que estava com você? É seu pai ou seu esposo?".

Conforme o Rapper, a esposa respondeu ao dono do estabelecimento que aquela pessoa que o acompanhava era seu esposo, em ato continuo, o empresário disse para Jaqueline se retirar do seu comércio, e que não precisava mais de seus serviços.

O casal procurou a 3ª DP (Delegacia de Polícia Civil) na segunda-feira,17, e registrou o boletim de ocorrência por praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.