08/04/2015 15h40 - Atualizado em 08/04/2015 15h40

Aposentada confessa ter inventado roubo de carro por estar com depressão

A moradora de Pacaembu-SP disse que foi roubada na cidade vizinha de Dracena e disa depois, seu carro foi recuperado pela PM de Três Lagoas

Por: Marco Campos com fotos de TL Noticias
 

O veículo Fiat Pálio com placas de Pacaembu-SP que foi encontrado abandonado pela Polícia Militar de Três Lagoas às 09h de uma sexta-feira (27) em frente de uma residência na Rua Wilson Carvalho Viana no bairro Jardim Alvorada não foi roubado, conforme havia sido denunciado pela proprietária e aposentada de 47 anos que reside em Pacaembu.

No dia em que o carro foi localizado pela polícia três-lagoense, os policiais da Rádio Patrulha acharam que algo estava errado, pois ao fazerem contato via telefone com a dona do veículo para informar que seu carro seria levado em um guincho particular para a Polícia Civil de Três Lagoas, a mesma recusou os serviços e disse para a polícia que não precisava levar o carro para uma perícia.

A SUSPEITA DA POLÍCIA DE TRÊS LAGOAS

Diante a suspeita de um falso crime de roubo, os militares do 2º BPM comunicaram o caso ao delegado que repassou os dados ao chefe da Delegacia de Investigações Gerais (SIG) de Dracena-SP que iria dar prosseguimento nas investigações, pois a vítima havia relatado em uma ocorrência policial de roubo registrada no dia 25, que seu automóvel havia sido roubado por duas pessoas armados com revólveres que estavam em uma moto que a abordaram no cruzamento das Ruas Vendramin e Visconde do Rio Branco em Dracena-SP.

 

AS INVESTIGAÇÕES

A Polícia Civil constatou que as imagens das câmeras de segurança das proximidades do local do crime e da entrada da cidade comprovavam que o veículo não havia estado na cidade na data e na hora do ocorrido e que tudo não passava de uma farsa montada pela aposentada.

Diante a suspeita, a suposta vítima foi convocada para prestar esclarecimentos e acabou confessando que no dia 24 de Março havia levado e abandonado sozinha o veículo na cidade de Três Lagoas, voltando seu município em Pacaembu de carona.

A aposentada confessou que inventou toda a história porque estava passando por problemas de saúde e depressão e diante o delito – que mobilizou as polícias de Três Lagoas, Pacaembu e Dracena - irá responder pelo delito de falsa comunicação de crime, que prevê pena de detenção de um a seis meses.

(2) Comentários

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

Tinha que por fogo no carro dessa sem vergonha.

 
Luísa em 08 de abril de 2015 às 21:59

a idade chega mais a vergonha na cara não falta doque fazer

 
wilson em 08 de abril de 2015 às 19:55